Tipos de perda auditiva

A perda de audição pode ser dividida em quatro tipos:

 

otorrino

A perda auditiva geralmente ocorre de forma gradual e, muitas vezes, é detectada, primeiro, por amigos e família.

Um diagnóstico precoce através de uma clara avaliação auditiva e um tratamento imediato são importantes e potenciam resultados mais favoráveis.

 

Perda Auditiva de Condução

Resulta de uma interferência na transmissão do som do ouvido externo para o ouvido interno, e as causas podem incluir: Infecções do ouvido médio (otite média); acumulação de fluído no ouvido médio; bloqueio do ouvido externo (cera); perfuração do tímpano devido a infecção ou ferimento.

Em muitos  casos, este tipo de perda auditiva irá beneficiar da utilização de um aparelho auditivo, por vezes em conjunto com medicamentos e/ou cirurgia.

No entanto, em alguns casos de perda auditiva de condução, medicamentos e/ou cirurgia são a única opção.

 

Perda Auditiva Neurosensorial

Desordem do ouvido interno, este tipo de perda auditiva é irreversível e a maioria das perdas auditivas neurosensoriais é causada pela lesão das células ciliadas da cóclea.

Uma vez danificadas, estas células não recuperam por elas próprias nem podem ser clinicamente tratadas.

O avanço tremendo da tecnologia dos aparelhos auditivos permite à maioria dos pacientes reabilitarem-se significativamente.

 

Perda Auditiva Mista

Quando uma perda auditiva é causada por alterações no ouvido interno, assim como no ouvido externo ou no ouvido médio, é designada como perda auditiva mista.

Ocorre, por exemplo, quando alguém tem uma alteração das células ciliadas da cóclea devido à idade (Neurosensorial) e, ao mesmo tempo, tem uma infecção do ouvido médio (Condução).

 

Perda auditiva neural ou retrococlear

Quando o nervo auditivo está danificado ou ausente, esse fenómeno é conhecido por perda auditiva neural ou retrococlear.

Aparelhos auditivos e implantes cocleares não podem ajudar, pois o nervo não é capaz de levar as informações sonoras ao cérebro.

Todavia, em muitos casos um implante auditivo de tronco cerebral (ABI) pode ser uma opção.